Papa Francisco pede que as partes se sentem a negociar sobre a Síria

Francisco pediu à comunidade internacional que dê amostras de 'generosa solidariedade' neste assunto

Por lucas.cardoso

Cidade do Vaticano - O papa Francisco pediu neste domingo à comunidade internacional que "não economize nenhum esforço" para se sentar à mesa com as partes interessadas no conflito na Síria, após a suspensão das negociações em Genebra.

"Apelo à comunidade internacional para que não economize nenhum esforço para levar urgentemente à mesa de negociações às partes envolvidas", declarou Francisco após a tradicional reza do Ângelus diante dos fiéis congregados na Praça de São Pedro."Só uma solução política do conflito será capaz de garantir um futuro de reconciliação e de paz a aquele querido e martirizado país, pelo qual os convido a rezar muito", continuou o pontífice.

O papa afirmou que está acompanhando "com viva preocupação a sorte dramática das populações civis afetadas pelos violentos combates na amada Síria e obrigadas a abandonar tudo para fugir dos horrores da guerra".

O pontífice solicitou "a ajuda necessária para garantir sua sobrevivência e dignidade" e rezou um ave maria junto com as milhares de pessoas reunidas em frente à janela de seu estúdio do Palácio Apostólico.

Francisco pediu à comunidade internacional que dê amostras de "generosa solidariedade" neste assunto, depois de as negociações serem suspensas em Genebra no dia 3 até o dia 25 pela falta de avanços.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia