‘Carona solidária’ entra na moda

Com obras da cidade e a piora no trânsito, crescem os sites de compartilhamento de transporte

Por tamyres.matos

Rio - Em meio às obras e às mudanças no trânsito na Zona Portuária e no Centro, a tradicional carona ressurge como medida para diminuir os engarrafamentos que tomam conta da cidade. Além de ser incentivada pela prefeitura, com apelos para a carona solidária, sites também estão surgindo para estimular esse hábito saudável para melhorar o tráfego no Rio.

O portal Carona.com.vc foi criado pelo engenheiro Guilherme Porto, no ano passado, para que estudantes da Pontifícia Universidade Católica (PUC) conseguissem compartilhar o transporte para a faculdade, na Gávea. Em menos de um ano, o site já tem 1.700 alunos cadastrados, e mais de 50 empresas também passaram a usar o serviço. Neste caso, o site conecta os funcionários de uma mesma companhia que moram próximos e desejam oferecer ou pegar carona ou ainda os que têm interesse em revezar os dias em que vão com o próprio carro.

Com as mudanças no Centro%2C a prefeitura usa painéis para pedir à população que opte pela carona para reduzir número de carros nas ruasUanderson Fernandes / Agência O Dia

“Desde o ano passado, o trânsito está péssimo e, ao criar o site, vimos retorno rápido e que poderíamos fazer um bem para a cidade. Até um casal já surgiu com o sistema de caronas”, comentou o fundador da rede, que hoje conta com o apoio da prefeitura e do movimento “Rio Eu Amo Eu Cuido”.

O aplicativo Zaznu (www.zaznu.co) é também uma mostra de que esta moda está crescendo. O sistema, que ainda não está funcionando e será lançado em breve, já conta com 6 mil motoristas cadastrados e até 4 mil futuros passageiros. Do total, cerca de 35% são somente da cidade do Rio.

Mesmo sem o incentivo de sites, atitudes individuais também têm contribuído para melhorar a mobilidade urbana. O gerente de TI Vinícius Mattos oferece levar os colegas de trabalho em uma lotada não remunerada, do Centro à Zona Norte. “Espero os colegas porque sei que facilita a vida deles. Tem dia que o automóvel sai cheio da empresa.”

Vinicius leva Marcelo e Cristiano (atrás) do trabalho para casaAndré Mourão / Agência O Dia

Taxa média de ocupação dos carros no Rio é de 1,3

Para a professora de Engenharia de Transportes da UFRJ Eva Vider, se aumentar a taxa média de ocupação dos carros no Rio, hoje em 1,3 pessoa por automóvel, o trânsito, as dificuldades de estacionamento e a lotação do transporte público podem melhorar consideravelmente. “Nos Estados Unidos, há faixas exclusivas para veículos que transportam mais de três pessoas. A prefeitura deveria estudar estratégias assim para as vias expressas”, avalia a especialista.

No Brasil, Salvador foi a primeira cidade a incentivar a carona oficialmente. Desde agosto, a capital baiana tem 4 km de faixa para carros com mais de uma pessoa.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia