Mais Lidas

Aristóteles Drummond: Pedro II de excelência

Pelo Pedro II passaram inúmeros presidentes da República,

Por bferreira

Rio - O Ministério da Educação tem descuidado da obrigação de manter a alta qualidade da instituição de ensino de maior prestígio do Brasil, que é o Colégio Pedro II, fundado em 1838, como Imperial, e que reuniu, entre professores e alunos, brasileiros ilustres, alguns das elites e outros vindos das camadas mais modestas da sociedade. Uma escola pública em que, cruzadas suas portas, todos sempre foram iguais, carregando ao longo da vida o orgulho de ter pertencido à exemplar organização.

Hoje, presente em muitos bairros da capital, mais Niterói e Duque de Caxias, continua a ser uma boa escola, mas carente de investimentos em suas instalações. O edifício histórico, da Rua Marechal Floriano, no Centro do Rio, está com aparência de decadência.

Pelo Pedro II passaram inúmeros presidentes da República, como Floriano Peixoto, Rodrigues Alves, Hermes da Fonseca, Nilo Peçanha, Washington Luís e Augusto Rademaker, tendo este último presidido a Associação de Ex-alunos. O ministro do Supremo Luiz Fux é ex-aluno.

Entre os professores do colégio, grandes nomes, inclusive muitos com assento na Academia Brasileira de Letras, como Pedro Calmon, Carlos de Laet, Manuel Bandeira, Capistrano de Abreu e tantos outros. Tradição que precisa ser preservada.

Temos um pouco a mania de não se lutar para manter instituições marcantes na vida nacional, assim como alguns vultos históricos que acabam esquecidos, quando não covardemente agredidos com o apagar de seus nomes de logradouros ou próprios públicos. Por isso, é de se louvar a rápida decisão do prefeito Eduardo Paes em dar à Transoeste o nome do presidente Juscelino Kubitschek, denominação da chamada Perimetral, que está sendo demolida.

O próprio Pedro II, quando da proclamação da República, foi alvo de mesquinho ato que alterou sua denominação, por 22 anos, para Colégio Nacional, o que pouca gente sabe ou lembra, mas que foi ato de envergonhar qualquer povo.

O Pedro II precisa ter um regime diferenciado no seu plano de carreira, atraindo grandes mestres, para que o ensino público de qualidade se mantenha presente no respeito e na contribuição para o preparo das futuras gerações.

Jornalista

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia