Jaguar: Avô-bisavô

Nunca me passou pela cabeça chegar a esta idade (quatro décadas e dois anos!) e, pior, proibido de beber pela mulher e pelo médico, não necessariamente nesta ordem

Por thiago.antunes

Rio - Nunca diga “Desta água não beberei”. Nunca me passou pela cabeça chegar a esta idade (quatro décadas e dois anos!) e, pior, proibido de beber pela mulher e pelo médico, não necessariamente nesta ordem. Como isso não bastasse, virei vovô ! Nasceu o filho de Mariana, filha de Célia; tecnicamente sou um vovô. Quando Célia e Mariana têm compromisso na mesma hora, sobra pra mim tomar conta do Rafinha.

Avô-bisavôDivulgação

O guri tem 1 ano e meio. Como Célia tem quase 20 anos menos que eu, poderia, com sobras, ser meu bisneto, daí o título da crônica. Entendo tanto de bebê quanto de Teoria da Relatividade. Tive dois filhos no primeiro casamento, mas foram criados pela minha mãe. Nunca dei mamadeira; trocar fraldas, nem pensar. Não dá para entender como aquelas minúsculas criaturas armazenam tanta energia. Li em algum lugar — deve ser na ‘Seleções do Reader’s Digest’ — que cientistas botaram um campeão olímpico de pentatlo para imitar tudo o que um bebê fazia.

O atleta ficou completamente esgotado enquanto o guri continuava lépido e fagueiro. Ficar algumas horas tentando acompanhar o ritmo do Rafa me deixa mais cansado que nos tempos em que varava as madrugadas, de bar em bar, na (bip) busca insaciável do prazer. Geralmente, quando elas chegam em casa para me resgatar, estou num estado de total ruína física e mental.

Para minha orientação, Mariana fez uma espécie de manual e pendurou no berço. Transcrevo para o caso de algum leitor estiver numa situação parecida: “Se acordar entre 5h e 6h, dar mamadeira. Colocar 180 ml de água com três medidas de leite em pó. Deixe-o deitado no berço, mamando. Coloque a chupeta ao lado. Normalmente, volta a dormir (quem dera!). Entre 7h30 e 8h30 costuma acordar de vez. Dar uma fruta e um suco. Entre 12h e 13h: almoço. Ele está muito chato (concordo) para comer.

Colocar o DVD da Galinha Pintadinha e dar a comida diante da TV, tentando distraí-lo. Depois, escovar os dentes dele. Costuma dormir depois do almoço mas não é regra (comigo nunca é). Entre 15h e 16h: fruta e suco. Entre 18h e 19h: dar o jantar usando a mesma técnica do almoço. Ele está muito chato para tomar banho. Tentar distraí-lo com o patinho.” Depois de enxugá-lo, fico encharcado. No momento, o que mais gostaria de fazer é estrangular o autor da Galinha Pintadinha.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia