Por bferreira

Rio - Quando a Terra estava sob ameaças, ou para preservar a justiça e a paz no Universo, Billy Batson dizia “Shazam!” e, atingido por um raio mágico, se transformava no Capitão Marvel, o campeão da humanidade, super-herói com poderes que somavam incríveis dons: de Salomão, a sabedoria; de Hércules, a força; de Atlas, o vigor; de Zeus, o poder; de Aquiles, a coragem; de Mercúrio, a velocidade. O Capitão Marvel, lutando contra o inimigo de sempre, o Dr. Silvana, ou contra muitos outros gênios do mal, nunca deixou os homens de bem na mão.

Enviado por seu pai em uma cápsula interplanetária, adotado por humanos, Clark Kent viu seus poderes se multiplicarem até se transformar no Super-Homem, para muitos o mais forte, o mais durão, o mais corajoso e o mais altruísta dos super-heróis. Ao tirar camisa e óculos, ficava mais potente que uma locomotiva e mais veloz que uma bala de revólver, não era pássaro nem avião. Apesar de frágil diante da kryptonita, superou incríveis inimigos como Metallo, Mxyzptlk, o Parasita, Mongul, Zod, Bizarro e Apocalypse, que até o matou. Mas nenhum vilão superou Lex Luthor, empresário corrupto, cientista maníaco, sempre a serviço do mal, não apenas o seu maior inimigo, mas o maior inimigo de todo o Universo.

Quando Gotham City estava sob o terror imposto pelo Coringa, pelo Pinguim, pelo Charada, pelo Sr. Frio ou pelo Duas Caras, o multimilionário Bruce Wayne se transformava no justiceiro Batman e garantia à cidade o retorno à vida em segurança, naturalmente até a próxima aventura.

Dom Quixote de La Mancha, ingênuo fidalgo cinquentão, de tanto ler histórias medievais, confundiu fantasia e realidade, decidiu se tornar cavaleiro andante e correu o mundo atrás de seus delírios. Com sua armadura enferrujada, venceu moinhos, gigantes e dragões, salvando donzelas e desfazendo injustiças.

Capitão Marvel, Super-Homem, Batman e Dom Quixote, socorro! Seus maiores inimigos, os maiores inimigos da humanidade, estão vivos e unidos na sociedade da mentira, ameaçando-nos com o fim dos tempos. Esta será a maior aventura de suas vidas, garantindo a nossa honra. Sem grandes heróis que nos mostrem os caminhos da razão e da justiça não sobreviveremos. Lava Jato nos vilões! Panta rei.

Ruy Chaves é diretor da Estácio e da Academia do Concurso

Você pode gostar