Comércio prevê perda de R$ 2 milhões com novos feriados

Setor crê em prejuízos nos quatro dias da Jornada Mundial da Juventude

Por thiago.antunes

Rio - O comércio carioca deixará de faturar cerca de R$ 2 milhões por causa dos quatro dias de feriados estipulados pela Prefeitura do Rio durante a Jornada Mundial da Juventude, em julho. A estimativa é do presidente do Sindicato dos Lojistas (Sindilojas), Aldo Gonçalves.

Por outro lado, a expectativa da empresa Rio Eventos Especiais, organizadora do encontro, é que o Rio repita o sucesso verificado na última Jornada, realizada em Madri, na Espanha. A cidade investiu 50 milhões de euros e teve retorno de 350 milhões de euros nos setores de turismo, bares, restaurantes e hotéis.

O projeto de lei do Executivo foi votado ontem na Câmara de Vereadores. Com 33 votos a favor e cinco contra, os parlamentares aprovaram os feriados entre 23 e 29 de julho. Pela decisão, os dias 25 e 26 (quinta e sexta-feira) terão recesso integral no município. Os dias 23 e 29 serão de meio expediente.

Sem vetos

O documento foi aprovado sem vetos, incluindo o artigo 3º, que dá poderes ao prefeito Eduardo Paes de também estipular recessos durante a Copa das Confederações.

Já o Governo do Estado decidiu que haverá aulas nos colégios estaduais dentro do município do Rio, durante a Copa das Confederações, podendo haver exceção somente em 20 de junho.

“Por questões de tráfego, nesse dia há a possibilidade de não haver aula apenas na parte da tarde, na capital, quando haverá jogo no Maracanã”, diz nota da Secretaria Estadual de Educação. O órgão ressalta que a suspensão no dia 20 não está definida.

No caso das escolas particulares, a decisão de incluir o dia 19 como feriado cabe a cada estabelecimento de ensino, neste dia haverá jogo do Brasil em Fortaleza (CE).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia