Por juliana.stefanelli

Rio - Manifestantes permanecem acampados na esquina da Avenida Delfim Moreira com a Rua Aristides Espíndola, no Leblon, na Zona Sul, próximo à casa do governador Sérgio Cabral. O grupo pretende ficar no local até segunda-feira, mas não descarta a possibilidade de continuar até a próxima quarta e de lá seguir em passeata para a Alerj.

Na madrugada deste domingo, os manifestantes enfrentaram chuva e para se protegerem, construíram uma espécie de abrigo, que ganhou o apelido de "aquário".

Manifestantes seguem acampados perto da casa do governadorSeverino Silva / Agência O Dia

Eles debatem a atual situação da sociedade brasileira, em específico, os últimos protestos que mobilizaram a cidade e tiveram como foco o aumento da tarifa do transporte público e os gastos excessivos em obras para Copa do Mundo e Olimpíadas, além da corrupção.

O ato conta com pelo menos 30 pessoas, além dos curiosos que passam e resolvem parar para ouvir músicas que os manifestantes compuseram sobre o governador Sérgio Cabral.

Você pode gostar