Ativistas planejam acampar em rua de Cabral

Manifestantes negociam ocupação de via com a Guarda Municipal

Por thiago.antunes

Rio - Mais de 100 manifestantes protestaram, na noite desde domingo, na Rua Aristides Espínola, no Leblon, Zona Sul do Rio, onde mora o governador Sérgio Cabral. Alguns deles aunciaram que vão acampar no local, que foi fechado por policiais militares. Cerca de 40 PMs acompanharam o ato ficando no meio dos manifestantes, usando a mesma estratégia adotada nas últimas manifestações. Eles estavam identificados por letras e números em seus coletes e bonés.

O protesto pede a saída de Cabral do governo, a desmilitarização da Polícia Militar, o fim da privatização do Maracanã, entre outras demandas. Os ativistas negociam a ocupação da rua com a Guarda Municipal. Até o momento, não há registro de tumulto no local.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia