Procon fiscaliza atendimento no Pão de Açúcar

Órgão informa que estudantes, idosos e menores de 21 anos que visitaram o Bondinho nos últimos dias e pagaram a entrada inteira, podem reclamar a devolução do dinheiro

Por bianca.lobianco

Rio - A Secretaria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor, por meio do Procon-RJ, realizou, nesta segunda-feira, a continuação da Operação 'Habemus Papam', no Pão de Açúcar. A ação, que começou na última terça-feira por conta da visita do Papa Francisco, comprovou que a empresa que administra o Pão de Açucar não cumpria a lei estadual que assegura o direito da meia-entrada para idosos, estudantes e jovens de até 21 anos de idade.

Além de não vender a meia-entrada, a fiscalização também detectou outra irregularidade: ausência de cardápios em três idiomas (inglês, francês e espanhol), além do português, como estabelece um decreto municipal.

Nesta segunda, fiscais do Procon-RJ retornaram ao Pão de Açucar e constataram que a empresa está cumprindo a lei. O Procon informa que estudantes, idosos e menores de 21 anos que visitaram o Bondinho nos últimos dias e pagaram a entrada inteira, podem reclamar a devolução do dinheiro.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia