Vereadores continuam trancados em gabinete com receio de deixar local

Indicação de Chiquinho Brazão (PMDB) para assumir a presidência da CPI dos Ônibus causou a revolta de manifestantes, que invadiram a Câmara

Por bianca.lobianco

Rio - O clima na Câmara dos Vereadores segue tenso nesta sexta-feira. Os vereadores continuam trancados no gabinete da presidência com receio de deixar o local. Cerca de 60 manifestantes estão na porta da sala. Mais cedo, os vereadores elegeram Chiquinho Brazão (PMDB) para a presidência da CPI dos Ônibus. A decisão causou revolta no grupo que ocupava o Salão Nobre da Câmara do Rio e assistia a sessão. Eles querem que Eliomar Coelho (PSOL) assuma a presidência. Por volta das 10h30, a Câmara fechou as portas. 

Manifestantes foram impedidos de entrar na Câmaras e portões foram trancadosSeverino Silva / Agência O Dia

Os manifestantes que estavam do lado de fora da Casa acessaram o local e invadiram o gabinete de Brazão, que foi pichado e depredado. Eles tomaram o local e espalharam vários cartazes perguntando "Onde está Amarildo", e indicando que "Se Eliomar Coelho não assumir a presidência da CPI dos Ônibus, o Rio vai parar". Dizeres de "Fora Cabral" e "Nem todo mundo tem helicóptero" também foram vistos nos cartazes. 

Assim que os cargos da CPI foram divulgados, o público protestou e acusou os políticos de "golpe sujo". Brazão e Professor Uoston (PMDB), eleito o relator da CPI, não assinaram o requerimento de abertura da comissão e integram a base governista.

Manifestantes protestaram contra eleição de Chiquinho Brazão para presidência da CPI dos ÔnibusSeverino Silva / Agência O Dia

Eliomar Coelho foi o único dos cinco vereadores que vão conduzir a comissão que assinou o documento. Irritados, manifestantes invadiram o plenário e subiram nas cadeiras. Eles pedem que Coelho assuma alguma das duas funções.

Eliomar Coelho, que propôs a CPI, disse que pediu a abertura da comissão por um "clamor das ruas" e vai conversar com a população para decidir se continua na CPI. Cerca de 40 pessoas estão do lado de fora da Câmara. Algumas pularam as grades que dão acesso ao local para entrar na Casa. Um dos portões foi quebrado.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia