O Rio de rosa

Floração nas ruas em pleno inverno dá novo visual à cidade e encanta cariocas e turistas

Por nara.boechat

Rio - Basta uma caminhada pelas ruas do Rio para ver que nem todas as flores esperam pelo início de sua estação, a primavera, para dar o ar da graça. Em pleno inverno, centenas de Ipês-Rosa e Roxo deixaram a cidade mais colorida e perfumada, trazendo alegria no clima frio e seco do inverno. Um verdadeiro espetáculo da natureza e um presente dos céus para cariocas e estrangeiros.

Aurelie Pestana, Myriam Beuque, Margaux Levavasseur, e Charlene Pestana levarão na bagagem um registro da belíssima florada dessa espécie nativa da Mata AtlânticaMaíra Coelho / Agência O Dia

Para as turistas francesas Aurelie Pestana, Myriam Beuque, Margaux Levavasseur e Charlene Pestana, é difícil ficar indiferente à beleza das flores, tanto na copa das árvores, quanto no chão, onde as pétalas caídas formam um imenso tapete rosa. Durante um passeio no Aterro do Flamengo o grupo parou para registrar o momento embaixo da copa de um belíssimo Ipê, também chamado de ipê-roxo da mata, ipê-reto, pau d'arco e piúva. Já o nome científico é Tabebuia impetiginosa. De origem tupi-guarani, significa pau ou madeira que flutua. São encontradas variações nas cores amarela, branca e roxa.

O engenheiro florestal Renato Vasconcelos explica que o Ipê-Rosa é uma espécie nativa da Mata Atlântica que floresce no inverno. “Todas as folhas do Ipê caem no outono, e a floração acontece no fim de agosto, quando a temperatura está mais amena”, diz.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia