Pastor de igreja evangélica é preso acusado de estuprar jovem de 12 anos

Ele foi localizado em Cabo Frio, na Região dos Lagos. Abusos teriam acontecidos em Bangu, na Zona Oeste do Rio

Por cadu.bruno

Rio - Pastor da Igreja Assembleia de Deus da Favela Carobinha, em Campo Grande, Reinaldo Correia Caetano, de 52 anos, foi preso nesta quinta-feira, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, por policiais da 34ª DP (Bangu), sob a acusação de ter estuprado uma fiel de 12 anos.

O suposto crime foi descoberto pelos pais da menina em julho, ao flagrarem conversas eróticas entre a filha e o pastor pelo Facebook e por mensagens de celular.

Além de constatarem as conversas, os pais começaram a desconfiar de presentes que a garota recebia, entre eles um celular, sem explicar a origem. No dia 16 de julho, porém, quando o crime foi registrado na delegacia, a menina acabou confessando que vinha mantendo relações sexuais com o pastor há um mês.

Ao perceber que estava sendo investigado, Caetano teria fugido para Cabo Frio, onde a polícia o encontrou escondido numa casa da Rua do Macaco, no bairro Unamar. O acusado, que já tinha passagem pela polícia por estelionato, responderá por estupro de vulnerável. Ao ser preso, o pastor negou o crime, mas admitiu ter conversado com a vítima pela Internet.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia