Homem matou estudante em Campo Grande por três cápsulas de cocaína

Segundo a polícia, crime não tem relação com procura de namorado pela vítima no Facebook. Acusado roubou celular para comprar drogas

Por cadu.bruno

Rio - A estudante Cláudia Marinho de Lima, de 18 anos, morta espancada na Zona Oeste foi vítima de um roubo seguido de morte. Acusado de cometer o crime, Paulo Cezar Maia Medeiros, 25 anos, roubou o celular da vítima para comprar três cápsulas de cocaína. Ele foi apresentado nesta segunda-feira pela Divisão de Homicídios.

A jovem procurava namorado no Facebook e parentes acreditavam que Cláudia havia sido morta pelo homem com quem estava conversando pela Internet.

Paulo Cezar roubou a jovem para comprar drogasCarlos Moraes / Agência O Dia

De acordo com a polícia, a estudante ia se encontrar com um homem que havia conhecido na rede social quando parou para pedir informações para Paulo Cezar, que estava numa barraca que vendia bebidas, no Jardim Maravilha, em Campo Grande.

Ele então teria oferecido para levar a jovem até o ponto de ônibus. Em seguida, ele anunciou o assalto. Cláudia gritou por socorro e acabou espancada e enforcada. Segundo a DH,
a jovem não teria sofrido violência sexual. De acordo com a polícia, Paulo Cezar confessou o crime.

Edição: Cadu Bruno

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia