Prazo para o lixão

Comlurb foi obrigada a desativar até março o terreno de Gericinó onde despeja, por dia, 2 mil toneladas de lixo

Por thiago.antunes

Rio - A Comlurb foi obrigada a desativar até março o terreno de Gericinó onde despeja, por dia, 2 mil toneladas de lixo, cerca de 20% do produzido na cidade. Além disso, terá que pagar indenização de R$ 14 mil a cada um dos 400 catadores que trabalham por lá e prepará-los para reinserção no mercado de trabalho.

As decisões foram tomadas ontem em reunião do conselho diretor do Inea (Instituto Estadual do Ambiente). Os conselheiros rejeitaram o pedido da Comlurb de renovar até 2017 a licença de operação do lixão.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia