Mais Lidas

Integrante da Força Jovem do Vasco é condenado a sete anos de prisão

Homem é acusado de roubos e ameaças em sequência

Por thiago.antunes

Rio - A Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio condenou a 7 anos, 1 mês e dez dias de reclusão João Vitor Carvalho Lima, integrante da torcida organizada Força Jovem do Vasco da Gama, por dois roubos, em sequência e ameaçando gravemente as vítimas nas imediações do Estádio do Engenhão, após o jogo Vasco X Fluminense em novembro de 2011.

A decisão aceitou o pedido do Ministério Público que não se conformou com a sentença de primeira instância que aplicou pena de seis anos, dois meses e 20 dias ao réu, e apresentou apelação para o aumento da pena.

De acordo com a decisão do desembargador-relator José Augusto de Araújo Neto, "o aumento da pena é necessário, uma vez que as ações delituosas foram praticadas contra duas vítimas diferentes, mediante grave ameaça, sendo um dos delitos cometido por cinco ou seis pessoas".

Entenda o caso

No dia 27 de novembro de 2011, no bairro do Engenho de Dentro, João Vitor Carvalho Lima liderava um grupo de quatro pessoas não identificadas e roubou o telefone celular e a camisa do Fluminense de um torcedor, ameaçando-o e fugindo em direção ao Baixo Méier. Momentos depois, no mesmo bairro, o acusado praticou o mesmo delito, dessa vez simulando porte de arma, levando o celular e o relógio de outra vitima.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia