Mais Lidas

Grana ameaçada

Mudanças na legislação eleitoral têm que ser feitas, no mínimo, um ano antes do pleito

Por tamyres.matos

Rio - Políticos que abram os olhos. Caso seja aprovado, o fim das doações de empresas para campanhas eleitorais passará a valer em 2014, o que afetará as eleições de outubro. O caso está sendo analisado no Supremo Tribunal Federal — quatro dos 11 ministros já se manifestaram a favor da proibição.

Mudanças na legislação eleitoral têm que ser feitas, no mínimo, um ano antes do pleito. Mas um ministro do STF diz que o caso atual é diferente: se a prática for considerada inconstitucional, terá que ser banida imediatamente.

Sem sentido

O ministro afirma que não faria sentido realizar uma eleição que admitisse um tipo de contribuição considerada ilegal.

De pires na mão

Ou seja: se a tendência no STF for mantida, vai ser duro arrumar dinheiro para as campanhas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia