Com medo de rolezinho, shopping da Zona Norte pede reforço policial

Policiais Militares e seguranças do prédio estão em estado de alerta para qualquer movimentação suspeita

Por bianca.lobianco

Rio - Até às 17h deste sábado, nenhum indício do rolezinho que estava marcado para os shoppings do Rio ocorreu. Mas o Ilha Plaza, na llha do Governador, na Zona Norte do Rio, adotou medidas drásticas por conta do movimento. A direção do prédio comercial pediu reforço da Polícia Militar e aumentou o número de seguranças particulares. 

No entorno, nas ruas que dão acesso ao shopping, mais PMs estão no local. Três carros do Batalhão de Choque estão rondando o bairro. Mais cedo, por volta das 16h30, os PMs estavam fazendo uma blitz há uns 400 metros do shopping. Eles mandavam os ônibus reduzirem a velocidade e inspecionavam do lado de fora o perfil dos passageiros. 

Na entrada principal do Ilha Plaza, que possui três portas eletrônicas, apenas a porta do meio está funcionando. Segundo a direção do shopping, o objetivo é centralizar a entrada e a saída dos consumidores. Outra entrada de pedestres, que fica no segundo andar, também recebeu reforço policial. 

Policiais do Serviço Reservado do 17º BPM (Ilha do Governador) estão à paisana no segundo andar de camisa e calça jeans. 

Taxistas reclamam do movimento fraco

Vários taxistas estão reclamando do franco movimento. Geralmente a rotatividade no horário das 16h é alta. Há pelo menos seis veículos parados esperando passageiros. 


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia