Traficantes ordenam fechamento do comércio de Ipanema após morte de bandido

Morte de 'Cachorrão', no Cantagalo, revoltou traficantes que quiseram impor luto no bairro nobre. Policiamento foi reforçado

Por bianca.lobianco

Rio - Após a morte do traficante Petrick Costa dos Santos, vulgo Cachorrão, na noite de sexta-feira, no Cantagalo, traficantes passaram nas ruas Teixeira de Melo e Visconde de Pirajá, em Ipanema, neste sábado, dando ordem para que os comerciantes fechassem seus estabelecimentos.

Assustados, alguns acataram a decisão. Outros não se sentiram intimidados e continuaram com as portas abertas. Alguns lojistas chegaram a trabalhar com meia porta.

O policiamento foi reforçado no bairro nobre e PMs do 23º BPM (Leblon), do Batalhão de Choque (BPCh) e do Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos (BPGE), estão circulando pelas ruas para garantir a segurança.

Cachorrão foi morto no morro Pavão-Pavãozinho quando policiais da Unidade de Polícia Pacificadora do Cantagalo entraram em confronto na localidade. Moradores chegaram fechar uma rua em Ipanema em protesto, mas foram impedidos pela polícia.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia