Patrimônio cultural e ambiental do Rio, Quinta da Boa Vista está abandonada

Lago e córregos sujos, pistas esburacadas, galhos de árvores disputando espaço com a rede elétrica e insegurança são alguns dos problemas

Por O Dia

Rio - Ponto de lazer de muitos cariocas nos finais de semana, a Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na Zona Norte, está abandonada. Lago e córregos sujos, pistas esburacadas, galhos de árvores disputando espaço com a rede elétrica são alguns dos problemas. Patrimônio de valor ambiental e cultural para o Rio, o local que recebe milhares de visitantes - tanto no Jardim Zoológico quanto no Museu Nacional - não possui um ambulatório médico. Também falta licitação para contratar empresa para limpar o lago.

>>> GALERIA: Imagens do abandono na Quinta da Boa Vista

De acordo com o seguidor de O DIA 24 Horas, Fabio Beça (@becafabio), o problema é antigo e o lago da Quinta, uma das atrações do parque, está interditado há mais de dois anos. "A cor da água é facilmente confundida com a cor da grama, o odor é desagradável e o mais incrível é que os pedalinhos são alugados nos fins de semana", relata. Ele também revela que os córregos recebem o esgoto do parque e não há drenagem. Animais, antes muito presentes no local, agora são raros.

Lago da Quinta da Boa Vista está abandonado e com mau cheiroSeguidor %40becafabio

Segundo a Fundação Parques e Jardins, vinculada a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a manutenção dos lagos e córregos é feita através de empresas terceirizadas e é aguardada a liberação para dar início ao processo licitatório. Entretanto, apesar da denúncia de abandono, a fundação disse que a limpeza do espelho d’água do lago é feita diariamente pela Comlurb que remove todo o lixo jogado de forma indevida. A Parques e Jardins promete, em breve, resolver o problema do mau cheiro ali existente.

A Gruta da Quinta, segundo Fabio, virou "depósito de lixo" de onde "o mau cheiro pode ser sentido a metros". Entretanto, a FPJ informou que a Comlurb é responsável pela limpeza e a realiza regularmente três vezes por semana (segundas, quartas e sextas-feiras) com kombis lava-jato.

A falta de sinalização nos acessos à Quinta da Boa Vista também é motivo de reclamação. O local possui quatro entradas e, segundo Fabio, as da Avenida Rotary Internacional e Rua Catalão não possuem sinais de trânsito e nem agentes para auxiliar na travessia. A fundação disse que a administração do parque já iniciou a colocação de placas de sinalização. 

Córregos estão sujos e recebem esgoto do parque%2C segundo denúnciaSeguidor %40becafabio

Asfalto em péssimo estado

Espaço bastante frequentado por praticantes de atividades esportivas, o asfalto está intransitável, com buracos, rachaduras, desnilevadas e com remendos em toda a extensão. Segundo o leitor, acidentes com bicicletas e skate são frequentes. As calçadas também são um problema para frequentadores com desnivelamento e obras realizadas pela metade.

A Fundação Parques e Jardins também acionou a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos, que agendará uma vistoria ainda nesta semana para identificar os trechos danificados e programar os serviços de reparos.

Asfalto da Quinta da Boa Vista estão em péssimo estadoSeguidor %40becafabio

Galhos no meio da rede elétrica

Em todo o parque também é possível ver galhos no meio da rede elétrica, causando riscos de curto-circuito e falta de luz. Os enormes galhos, carentes de poda, também ajudam a sujar os córregos.

A Comlurb, em resposta à FJP, disse que vai solicitar a localização dos locais onde os galhos estão entre os fios e para vistoriar e programar um serviço de poda.

Galhos de árvores disputam espaço com a rede elétricaSeguidor %40becafabio

Clima de insegurança no parque

Outra reclamação constante é o clima de insegurança no parque, com o consumo de drogas e assaltos constantes no local. Segundo a denúncia, só existe um PM que utiliza um carro elétrico para circular na Quinta e dois agentes da Guarda Municipal.

A Fundação Parques e Jardins disse que "o parque está incluído no roteiro de patrulhamento diário da Guarda Municipal e recebe cobertura 24h. Durante a semana, uma média de 10 agentes atua no patrulhamento a pé ou com carrinho elétrico e nos finais de semana e feriados, aproximadamente 25 agentes atuam no parque."

Ainda de acordo com informações da Guarda Municipal à FPJ, em casos de flagrantes de assaltos ou presença de usuários de drogas, seus agentes são orientados a comunicar os órgãos responsáveis.

A Polícia Militar confirmou que o policiamento durante a semana é realizado somente com um carro elétrico, mas que aos sábados e domingos é reforçado. A PM também ressaltou que há patrulhamento no entorno realizado por viaturas. A corporação reforça a importância de registrar na delegacia os crimes na região, pois eles norteiam as estratégias de policiamento.

Últimas de Rio De Janeiro

Patrimônio cultural e ambiental do Rio, Quinta da Boa Vista está abandonada O Dia - Rio De Janeiro

Patrimônio cultural e ambiental do Rio, Quinta da Boa Vista está abandonada

Lago e córregos sujos, pistas esburacadas, galhos de árvores disputando espaço com a rede elétrica e insegurança são alguns dos problemas

Por O Dia

Rio - Ponto de lazer de muitos cariocas nos finais de semana, a Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na Zona Norte, está abandonada. Lago e córregos sujos, pistas esburacadas, galhos de árvores disputando espaço com a rede elétrica são alguns dos problemas. Patrimônio de valor ambiental e cultural para o Rio, o local que recebe milhares de visitantes - tanto no Jardim Zoológico quanto no Museu Nacional - não possui um ambulatório médico. Também falta licitação para contratar empresa para limpar o lago.

>>> GALERIA: Imagens do abandono na Quinta da Boa Vista

De acordo com o seguidor de O DIA 24 Horas, Fabio Beça (@becafabio), o problema é antigo e o lago da Quinta, uma das atrações do parque, está interditado há mais de dois anos. "A cor da água é facilmente confundida com a cor da grama, o odor é desagradável e o mais incrível é que os pedalinhos são alugados nos fins de semana", relata. Ele também revela que os córregos recebem o esgoto do parque e não há drenagem. Animais, antes muito presentes no local, agora são raros.

Lago da Quinta da Boa Vista está abandonado e com mau cheiroSeguidor %40becafabio

Segundo a Fundação Parques e Jardins, vinculada a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a manutenção dos lagos e córregos é feita através de empresas terceirizadas e é aguardada a liberação para dar início ao processo licitatório. Entretanto, apesar da denúncia de abandono, a fundação disse que a limpeza do espelho d’água do lago é feita diariamente pela Comlurb que remove todo o lixo jogado de forma indevida. A Parques e Jardins promete, em breve, resolver o problema do mau cheiro ali existente.

A Gruta da Quinta, segundo Fabio, virou "depósito de lixo" de onde "o mau cheiro pode ser sentido a metros". Entretanto, a FPJ informou que a Comlurb é responsável pela limpeza e a realiza regularmente três vezes por semana (segundas, quartas e sextas-feiras) com kombis lava-jato.

A falta de sinalização nos acessos à Quinta da Boa Vista também é motivo de reclamação. O local possui quatro entradas e, segundo Fabio, as da Avenida Rotary Internacional e Rua Catalão não possuem sinais de trânsito e nem agentes para auxiliar na travessia. A fundação disse que a administração do parque já iniciou a colocação de placas de sinalização. 

Córregos estão sujos e recebem esgoto do parque%2C segundo denúnciaSeguidor %40becafabio

Asfalto em péssimo estado

Espaço bastante frequentado por praticantes de atividades esportivas, o asfalto está intransitável, com buracos, rachaduras, desnilevadas e com remendos em toda a extensão. Segundo o leitor, acidentes com bicicletas e skate são frequentes. As calçadas também são um problema para frequentadores com desnivelamento e obras realizadas pela metade.

A Fundação Parques e Jardins também acionou a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos, que agendará uma vistoria ainda nesta semana para identificar os trechos danificados e programar os serviços de reparos.

Asfalto da Quinta da Boa Vista estão em péssimo estadoSeguidor %40becafabio

Galhos no meio da rede elétrica

Em todo o parque também é possível ver galhos no meio da rede elétrica, causando riscos de curto-circuito e falta de luz. Os enormes galhos, carentes de poda, também ajudam a sujar os córregos.

A Comlurb, em resposta à FJP, disse que vai solicitar a localização dos locais onde os galhos estão entre os fios e para vistoriar e programar um serviço de poda.

Galhos de árvores disputam espaço com a rede elétricaSeguidor %40becafabio

Clima de insegurança no parque

Outra reclamação constante é o clima de insegurança no parque, com o consumo de drogas e assaltos constantes no local. Segundo a denúncia, só existe um PM que utiliza um carro elétrico para circular na Quinta e dois agentes da Guarda Municipal.

A Fundação Parques e Jardins disse que "o parque está incluído no roteiro de patrulhamento diário da Guarda Municipal e recebe cobertura 24h. Durante a semana, uma média de 10 agentes atua no patrulhamento a pé ou com carrinho elétrico e nos finais de semana e feriados, aproximadamente 25 agentes atuam no parque."

Ainda de acordo com informações da Guarda Municipal à FPJ, em casos de flagrantes de assaltos ou presença de usuários de drogas, seus agentes são orientados a comunicar os órgãos responsáveis.

A Polícia Militar confirmou que o policiamento durante a semana é realizado somente com um carro elétrico, mas que aos sábados e domingos é reforçado. A PM também ressaltou que há patrulhamento no entorno realizado por viaturas. A corporação reforça a importância de registrar na delegacia os crimes na região, pois eles norteiam as estratégias de policiamento.

Últimas de Rio De Janeiro