Por camila.borges

Rio - Políciais da 22ª DP (Penha) em ação conjunta com o Batalhão de Operações Especiais (Bope), prenderam cinco homens e apreenderam um menor acusados de usar a Baía de Guanabara como rota de drogas, na manhã desta quarta-feira. Dois criminosos foram presos na Favela Kelson's, na Penha, e os outros três foram encontrados tentando fugir no Centro de Instrução Almirante Alexandrino, da Marinha, onde acontecia uma solenidade com os Fuzileiros Navais.

Policiais encontraram duas pistolas e dois fuzis com os criminosos. Quatro bandidos são do Parque das Missões, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminse, de onde vinha a droga para a Kelson's, que funciona como centro de distribuição para outras favelas, como a Nova Holanda, Cidade Alta e Parque União.

"A Kelson's funciona mais como um entreposto do que uma favela de comércio. Eles usavam barcos de porte pequeno e se infiltram no meio dos pescadores na hora de maior movimentação, por volta das 10h, para não chamarem a atenção", disse Carlos Rangel, delegado-assistente da 22º DP (Penha). 

Foram presos Marcelo de Oliveira Gomes, o Granada, de 29 anos, líder do bando e conhecido por roubar carros, Johnatan Campos Gonzaga Pereira, de 20 anos, tentou fugir correndo em direção aos pescadores mas foi pego. Ambos são da Kelson's. William de Santanna de Anisío, de 23 anos, Leandro Silva Sobrinho, de 28 anos, Wesley Renan Sabino da Siilva, de 19 anos e o menos de 17 anos, tentaram escapar pelo quartel. Todos vão responder por tráfico, associação ao tráfico, porte de arma e transgressão militar, pela invasão.

"Como são do Parque das Missões, em Duque de Caxias, acredito que pularam o muro por desconhecer a área. Essa rota da Baía de Guanabara é bastante usada por não ter muito patrulhamento", finalizou o delegado.




Você pode gostar