Por bianca.lobianco

Rio - Durante seu discurso no Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Zona Norte, a presidenta Dilma Rousseff se emocionou ao citar a letra da música "Samba do Avião", do Tom Jobim. Dilma lembrou que o aeroporto que leva o nome do compositor era uma porta de entrada para as pessoas que foram exiladas no período da ditadura militar.

Presidenta Dilma se emociona ao citar música 'Samba do Avião'Fernando Souza / Agência O Dia

"A música é uma homenagem aos exilados. As almas que cantam. É um lugar especial e mítico", disse ela que precisou interromper a fala com a voz embargada e os olhos marejados.

A presidenta disse ainda que o avião no país é um transporte de massa e não mais de uma classe privilegiada.

A assinatura do contrato do início da transição da operação do Aeroporto Internacional Tom Jobim, da Infraero, para a Concessionária Aeroporto Rio de Janeiro S.A foi realizada na manhã desta quarta-feira. O documento para a ampliação e manutenção do aeroporto tem validade de 25 anos.

Ainda durante a cerimônia, o governador Sérgio Cabral confirmou que o exército vai entrar no Complexo da Maré nesse fim de semana. Ele enfatizou a importância desse investimento no Galeão, já que os passageiros do aeroporto passam pela Linha Vermelha e Avenida Brasil, vias que cortam a comunidade. 

Você pode gostar