Por paulo.gomes

Rio - Ocupado pelas Forças de Segurança desde o último domingo, o Complexo da Maré tem um índice de mortalidade infantil superior ao registrado no município do Rio de Janeiro. Na comunidade, o índice é de 46 mortes para cada mil crianças nascidas no local. O secretário municipal de Saúde, Hans Dohmann, reconheceu que a prefeitura necessita melhorar a qualidade do serviço na Maré, mas lembrou que antes da pacificação era difícil o acesso na região.

"Temos oportunidade de reverter esse quadro, qualificar e expandir serviços. Mas temos também que melhorar a quantidade e qualidade dos serviços prestados", admitiu ao "Bom Dia Rio".

As unidades municipais de saúde passarão a funcionar até às 20h e estará aberta também aos sábados. Dohmann disse que será criado um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), que terá como principal objetivo atender os usuários de drogas da região e também a criação de duas clínicas da família.

Você pode gostar