Ex-prefeito de Niterói é investigado por irregularidade e fraude em licitações

Segundo informações do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, Jorge Roberto Silveira foi multado em R$ 7.641,90

Por camila.borges

Rio - A 4ª Promotoria de Investigação Penal (PIP) da 2ª Central de Inquéritos de Niterói instaurou, na última sexta-feira, procedimento administrativo investigatório criminal para investigar possível prática de crime licitatório por parte do ex-prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira. O foco é um contrato celebrado em dezembro de 2011 entre a Prefeitura e a sociedade empresária Arcamat 200 Comércio e Serviços LTDA, para o fornecimento de produtos alimentícios destinados aos abrigados em Instituições sediadas no município.

As investigações foram instauradas em decorrência de informações do TCE-RJ, que condenou de forma administrativa o ex-prefeito a pagar sanção pecuniária, uma vez que teria feito o contrato com a empresa, prorrogando o fornecimento de alimentos, sem licitação, impedindo a competitividade.

Segundo informações publicadas no site do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), a multa ao ex-prefeito foi de R$ 7.641,90 por não cumprimento da Lei de Licitações, em dezembro de 2011. A decisão foi tomada pela corte, na última terça-feira.

De acordo com o voto do conselheiro-relator do caso, José Maurício de Lima Nolasco, o ex-prefeito de Niterói teria optado por assinar um termo aditivo ao contrato de fornecimento de alimentos para os abrigos do município, por não ter aberto a licitação para a compra em tempo hábil. As refeições serviam crianças, adultos e idosos que estavam abrigados nas instituições naquele momento. No entanto, a lei 8.666/93 obriga que os gestores públicos abram licitação para a compra de alimentos, de acordo com o parecer do relator da ação.

A 4ª PIP de Niterói já investiga o ex-Prefeito de NIterói em outro procedimento investigatório criminal instaurado em decorrência dos desabrigados do Morro do Bumba.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia