Fecomércio avalia os impactos do segundo dia de greve dos rodoviários

Federação diz que 44% dos trabalhadores do setor foram afetados e pede normalização do serviço

Por paloma.savedra

Rio - Com a paralisação dos ônibus, nesta quarta-feira, e a adesão de rodoviários da Baixada Fluminense, a Fecomércio RJ (Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro) estima que pelo menos 977,8 mil trabalhadores do setor tenham sido afetados. 

De acordo com a federação, o contingente corresponde a 44% dos cerca de 2,2 milhões de passageiros que sofreram consequências da interrupção da circulação dos coletivos. A Fecomércio afirmou que a greve impacta a mobilidade de trabalhadores, pois muitos não conseguiram usar o transporte público para ir ao trabalho. 

A entidade lembrou ainda as oportunidades que o setor terá com a Copa do Mundo, ressaltando que espera a normalização da circulação dos ônibus, nos próximos dias. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia