Professores, rodoviários e ativistas contra a Copa protestam no Centro

Mais de mil pessoas marcham em direção à prefeitura

Por thiago.antunes

Rio - Os professores grevistas da Educação municipal e estadual, rodoviários dissidentes e manifestantes que protestam contra a Copa do Mundo se concentraram, na tarde desta quinta-feira, na Central do Brasil, e marcharam em direção à Prefeitura, na Cidade Nova. Neste momento, mais de mil pessoas estão presentes no ato, que bloqueia as duas pistas centrais da Avenida Presidente Vargas, no sentido Zona Norte. Por volta das 17h50 os rodoviários abandonaram o ato.

>>>GALERIA: Manifestantes protestam contra a Copa do Mundo 

O Metrô Rio informou que, por medidas preventivas, fechou o acesso à estação Estácio pela Rua Joaquim Palhares e na Central pelo Rua de Santana. Entre os presentes, muitos estudantes carregando faixas com dizeres contra o Mundial e bandeiras de partidos políticos. Poucos mascarados estão no local.

Manifestantes protestaram contra a Copa do MundoAndré Mourão / Agência O Dia

Por volta das 18h20, quatro manifestantes, entre eles o Batman Eron de Melo, subiram na estátua do Zumbi dos Palmares. Em cartazes, lia-se em inglês "Queremos escolas e hospitais padrão Fifa" ou "F*** a Copa do Mundo". Às 19h10, o grupo chegou na Prefeitura e todas as pistas da Presidente Vargas ficaram fechadas.

Por volta das 19h40, professores e membros de partidos políticos terminaram a passeata. Cerca de 200 manifestantes, entre eles vários mascarados estão voltaram em direção à Central do Brasil. Antes, uma pequena confusão entre black blocs e PMs foi contida quando os policiais foram cercados pelo grupo e dispersaram usando spray de pimenta. Alguns deles quebraram luminárias e pararam o trânsito novamente no sentido Zona Norte.

Os mascarados pegaram paus e pedras e ainda bloqueiam a Presidente Vargas. O clima ficou tenso no local. Às 20h10, PMs foram dispersando os ativistas com spray de pimenta e revistas individuais, com três policiais abordando cada manifestante.

>LEIA : 'Não queremos vincular a greve a nenhum ato político, diz líder dos rodoviários

Imprensa internacional cobre protesto

A imprensa internacional, no país para a cobertura da Copa, também está cobrindo a manifestação. O policiamento nos arredores foi reforçado. PMs estão na praça em frente ao Comando Militar do Leste, nas ruas do entorno e perto da Guarda Municipal. Entre eles, policiais do 4º BPM (São Cristóvão), 5º BPM (Praça da Harmonia) e do Batalhão de Choque (BPCHq). O trânsito na Avenida Presidente Vargas é lento no trecho, com uma faixa bloqueada aos motoristas.

Manifestantes protestaram no CentroUanderson Fernandes / Agência O Dia

Professores deixaram o Clube Municipal, na Tijuca, onde estavam em assembleia e estão caminhando para o local para engrossar as fileiras do protesto. À frente da caminhada, os manifestantes carregam o mascote da Copa, o tatu Fuleco, aqui batizado de 'Tatudoerrado'. Nos ombros de um manifestante, o boneco veste uma cartola e casaca, com broche de cifrão e dinheiro nos bolsos e chapéus, além de algemas em uma das mãos.

Colaborou Leandro Resende

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia