Mais Lidas

Manifestantes se concentram para protesto contra a Copa do Mundo

Grupo deve marchar na Avenida Presidente Vargas

Por thiago.antunes

Rio - Pelo menos 150 ativistas estão concentrados, na noite desta sexta-feira, na Cinelândia, no Centro do Rio, para uma manifestação contra a Copa do Mundo. O ato, organizado no Facebook, teve mais de 6 mil presenças confirmadas. Com cartazes com dizeres contra a FIFA, o grupo deve andar pela Avenida Presidente Vargas. Alguns mascarados estão no local.

O policiamento foi reforçado por PMs do 5º BPM (Praça da Harmonia) e do Batalhão de Choque (BPChq) espalhados na região. A imprensa internacional também cobre o protesto. Por volta das 18h, os manifestantes seguiram em direção à Prefeitura, para se juntar ao ato de profissionais da educação. No caminho, alguns deles queimaram bandeiras.

Professores também protestam

Por volta das 15h40, aproximadamente mil professores marcharam na Rua Campos Salles, na Tijuca, em direção à Prefeitura do Rio, na Cidade Nova. Eles chegaram a interditar todas as faixas da Avenida Presidente Vargas e, no momento, estão em frente à sede do governo municipal.

Professores fecharam via na Presidente VargasLeitor %40sergiomssampaio

Cerca de 1.500 profissionais da educação decidiram na tarde desta sexta-feira, em assembleia convocada pelo Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação), pela continuidade da greve que teve início no último dia 12 nas redes estadual e municipal de ensino. A reunião acontece no Club Municipal, na Tijuca, Zona Norte do Rio.

"Nós estamos querendo negociar, mas prefeitura e governo do estado não estão com essa intenção", disse o coordenador do Sepe, Alex Trentino. O sindicato pede reajuste salarial de 20% e melhores condições de trabalho.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia