Turista ganha manual do táxi

Cartilha em inglês e espanhol, com 28 dicas, será distribuída em aeroportos e na rodoviária

Por thiago.antunes

Rio -Já alertados por governos e embaixadas sobre como proceder diante de problemas crônicos do Rio, como a violência urbana e os engarrafamentos, os turistas a caminho da cidade para acompanhar a Copa vão ganhar um manual de orientação sobre o serviço oferecido pelos 33 mil táxis do município. A cartilha trilíngue ‘Fique Atento!’, do Procon-RJ, será distribuída, a partir da próxima sexta-feira, nos aeroportos Santos Dumont e Internacional Tom Jobim, na Rodoviária Novo Rio e no Porto do Rio.

Dos 50 mil exemplares impressos, dez mil estão em inglês e outros dez mil em espanhol. A cartilha, com 28 itens no formato pergunta/resposta, explica o bê-a-bá da operação dos amarelinhos da cidade, ensinando, por exemplo, a distinguir os táxis comuns dos especiais e também como identificar um motorista credenciado pela prefeitura.

Cartilha será distribuída em locais como o Aeroporto do Galeão%3A serão 50 mil exemplares%2C dez mil em inglês e dez mil em espanholAlexandre Vieira / Agência O Dia

O objetivo de prevenir os estrangeiros desavisados sobre possíveis dúvidas nos valores das tarifas ocupa boa parte do manual. Diversos itens alertam a respeito das diferenças entre as bandeiras 1 e 2, indicando seus horários específicos e os preços cobrados a cada uma.

Outros itens da cartilha iluminam pontos que podem ser nebulosos até para o carioca acostumado a usar os táxis. Na questão 25, por exemplo, o Procon-RJ diz que, mesmo no horário da bandeira 1 (de segunda a sábado, das 6h às 21h), o taxista tem autorização da prefeitura para utilizar a bandeira 2 (20% mais cara) em “ladeiras íngremes, somente na subida, sendo obrigado a voltar à bandeira 1 na descida do trajeto.” A produção do ‘Fique Atento!’ foi anunciada pelo Procon-RJ apenas um dia após a prefeitura entregar aos taxistas o ‘Manual Básico Português-Inglês’, para ser usado até o fim da Copa.

Dicas da cartilha

Quais os tipos de táxis existentes na cidade do Rio de Janeiro?

Dois tipos: os comuns e os especiais.

Há pontos onde as tarifas são especiais?

Rodoviária Novo Rio;Hotéis de Copacabana, Ipanema e São Conrado; Aeroporto Internacional Tom Jobim, Aeroporto Santos Dumont e pontos turísticos fixados pela Prefeitura do Rio.

Como identificar um motorista de táxi?

Motoristas devidamente credenciados são possuidores de cartão de identficação com foto colocado no painel do veículo.

Como o taxista deve tratar o usuário?

Deve oferecer um tratamento de cordialidade, respeito e educação e adotar um tratamento diferenciado para portadores de necessidades especiais, gestantes, idosos e doentes.

Se o passageiro desejar que o táxi permaneça a sua disposição, como deve proceder o taxista?

Deve manter o taxímetro funcionando, aguardando em estacionamento permitido.

Quais os tipos de tarifas cobradas?

Existem dois tipos de tarifas, chamadas de “bandeira 1” e “bandeira 2”. No início do ano, os taxímetros são aferidos com os novos valores de tarifas. Enquanto os taxímetros não são aferidos, os taxistas utilizam tabela fornecida pela prefeitura.

Qual a diferença entre as tarifas da bandeira 1 e da bandeira 2?

A bandeira 2 tem um acréscimo de 20%.

Onde o usuário poderá denunciar o taxista que cobrou a corrida mais cara do que o valor apurado de fato?

Procon-RJ ou prefeitura.

Reportagem de Paulo Maurício Costa

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia