Bolões de apostas viram febre e contagiam até a Fifa

Empresas distribuem TVs 3D e Home Theaters para os vencedores. No Facebook, aplicativo reúne mais de 10 mil apostadores

Por thiago.antunes

Rio - Toda Copa do Mundo é a mesma história. Ninguém resiste a participar dos bolões de apostas, nas empresas, nas ruas e até na internet. Até a Fifa entrou na brincadeira e criou um bolão oficial, em seu site. E com a estreia do Brasil no Mundial amanhã, é hora de começar a conferir os resultados.

Os 30 funcionários da empresa Fluxxo Comunicação, no Centro do Rio, fizeram uma fezinha para cada jogo do Brasil. São duas modalidades: o placar da partida e o primeiro gol. “Cada um deu a quantia que quis. Meu lance inicial foi de R$ 20. Apostei que o Brasil vai ganhar por 3 a 1 Brasil amanhã”, disse Alexandre Cardoso, 35 anos, um dos organizadores.

Em um salão de beleza na Lapa%2C os palpites estão a todo vaporJosé Pedro Monteiro / Agência O Dia

No salão de beleza de Carlos de Souza, 49, na Lapa, a expectativa é arrecadar uma boa quantia. “Imagina ganhar sozinho o bolão? Se cada um der R$ 5 por jogo, está ótimo”, acrescenta Carlos. Em Niterói, na empresa de energia Endesa Brasil, um aplicativo foi criado exclusivamente para brincadeira.

“Todos os funcionários vão ficar conectados e poderão dar palpites a cada rodada”, antecipa o analista Leonardo Soares. No bolão da Endesa, os prêmios serão uma TV 3D, um Home Theater e um Blu- Ray Player — uma espécie de tocador de DVD.

No mundo virtual, a mobilização para as apostas já está a todo vapor. No site da Fifa (pt.fifa.com), os ganhadores levarão uma TV, um telefone celular e camisa autografada pelo Cafu. No Facebook, o aplicativo Bolão da Copa do Mundo, já reúne mais de 10 mil membros. Lá, os palpites são para todos os jogos e a briga é pelo topo do ranking. Agora, é cruzar dos dedos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia