Menor de 12 anos, suspeito de empurrar homem da Pedra da Gávea, se entrega

A Justiça determinou que o menino fosse apreendido para preservá-lo

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - Suspeito de ter empurrado João Marcello Lago, de 27 anos, da Pedra da Gávea, o menor de idade que teria sido abrigado pela vítima após viver nas ruas se entregou no final da tarde de ontem na 16ª DP (Barra da Tijuca). A Justiça determinou que o menino, de 12 anos, fosse apreendido para preservá-lo.

O corpo de João Marcello foi encontrado por bombeiros no dia 5, e a mãe dele, Marcia Valentina Vieira, afirmara que o menor era o principal suspeito da morte do filho, que teria sido empurrado. O crime pode ter sido cometido para roubar o celular e a bicicleta do surfista.

Corpo de João Marcelo foi achado na Pedra da GáveaReprodução Instragram

Segundo a polícia, João e o suspeito teriam saído para fazer o passeio no último dia 1º e familiares registraram o desaparecimento de João na noite seguinte. O rapaz tinha levado dois menores, moradores de rua, para sua casa, onde os alimentava e dava abrigo.

A vítima morava com a mãe na Barra da Tijuca e, de acordo com Marcia, o outro menino, mais novo, não teria envolvimento no crime.Ele teria procurado a família para devolver a bicicleta roubada, o que levantou as suspeitas dos parentes.

Abalada, Marcia contou que o filho dizia que se sentia como pai dos garotos, mas alertou João para os riscos da atitude dele. “Falei que deveríamos ajudar, mas não desta forma. No entanto, nunca pensei que algo tão terrível pudesse acontecer”, desabafou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia