Manifestantes protestam no Centro

Grupo faz ato pedindo liberdade para 'presos políticos' e o direito à manifestação

Por thiago.antunes

Rio - Pelo menos 500 pessoas se reuniram, na tarde desta quarta-feira, na Candelária, no Centro do Rio, pra protestar em defesa da libertação de 'presos políticos', além do direito à manifestação. O ato, convocado por Facebook, tinha mais de 4 mil adesões até às 18h. Os ativistas caminharam pela Avenida Presidente Vargas, e,pela Avenida Rio Branco, no sentido Aterro do Flamengo. Neste momento, o grupo foi em direção à Avenida Erasmo Braga, próximo à sede do Tribunal de Justiça.

Os manifestantes circulam com bandeiras de partidos, faixas com os objetivos da passeata e carros de som, onde ativistas discursam. O policiamento foi reforçado na Assembleia Legislativa (Alerj), na Candelária, Cinelândia e ruas tranversais à Avenida Rio Branco. Os ativistas trouxeram um pula-pula chamado de 'Pula-Repressão', onde fizeram perfomances, incluindo o 'Homem-Aranha' das manifestações e uma jovem, que tirou a parte de cima da roupa. Até às 19h, o protesto transcorria pacífico

O Centro de Operações informou que, devido à interdição da Avenida Rio Branco, sentido Aterro,, a partir da Av. Presidente Vargas, os motoristas são desviados para a Avenida Passos ou para a pista central da Avenida Presidente Vargas. A pista lateral da Avenida Presidente Vargas, sentido Candelária, também está interditada a partir da Av.enidaPassos. Agentes da CET-Rio estão nos bloqueios e orientam o tráfego. No momento, há retenções na região do Centro.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia