Perseguição após assalto termina com três mortos e um baleado em Caxias

Bandidos tinham assaltado posto de gasolina. Crime não tem ligação com guerra do tráfico, de acordo com a polícia

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio -  Após perseguição e troca de tiros na manhã desta quarta-feira, policiais militares do 15ª BPM (Duque de Caxias) mataram três suspeitos e deixaram um baleado na Rodovia Washington Luiz, na altura do bairro Santo Antônio. De acordo com o comandante do policiamento na área, capitão Saturnino, os criminosos haviam acabado de roubar um posto de gasolina.

Os quatro estavam com um carro roubado quando fugiram após o assalto pela Rodovia Washington Luiz, sentido Petrópolis. Durante a perseguição, nas proximidades de Xerém, o Fiesta ficou desgovernado e bateu em uma mureta do posto do pedágio da rodovia. No confronto, os policiais balearam os assaltantes, que foram levados para o Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, mas não resistiram e morreram.

Quatro armas, além de munição e o carro, foram apreendidos. O comandante negou que a ocorrência tenha ligação com as disputas entre traficantes em Imbariê.

Tiroteio volta a assustar moradores em Imbariê

Na madrugada desta quarta-feira, moradores voltaram a usar a redes sociais para relatar o clima de medo que têm vivido desde o último sábado, quando uma guerra entre traficantes rivais estourou. "A troca de tiros voltou de novo em Imbariê. De novo não irei para a escola", disse um morador durante a madrugada, no Twitter. Outro usuário da rede social contou: "Há 50 minutos que as balas 'cantam' em Imbariê".

A PM negou que tenha tido confronto com traficantes na noite de ontem e madrugada de hoje, informando que os tiroteios são entre os criminosos. "Não vou deixar minha mãe ir trabalhar amanhã (hoje) não. Duvido que deixo ela entrar em Imbariê", disse um usuário. "Imbariê está um terror! Fique sabendo que não se pode sair depois das 22h, senão você morre. Nos proteja e nos guarde, Deus", suplicou outro morador.

Bandidos colocaram barricadas em vias de Imbariê%3A objetivo é evitar a entrada de rivais e de policiaisAngelo Antônio Duarte / Agência O Dia

Escolas fechadas

Por causa dos constantes tiroteios, quatro escolas da rede estadual não funcionaram em Imbariê na noite de segunda-feira. Nesta terça à tarde, porém, as secretarias Estadual e Municipal de Educação garantiram que todas as unidades de ensino voltaram a funcionar normalmente na região.

Segundo denúncias de moradores, bandidos armados estariam circulando pelas ruas. E, de acordo com investigação da Polícia Civil, criminosos do Comando Vermelho (CV) deixaram o Rio e Niterói para invadir comunidades dominadas pelo Terceiro Comando Puro (TCP) em Imbariê.

De acordo com o delegado da 62ª DP(Imbariê), Marcos Motta, o controle do tráfico de drogas do distrito de Imbariê é estratégico, pois a região fica em uma área plana margeada pela linha férrea e às margens da Rodovia Rio-Magé, o que facilita a fuga dos criminosos. O delegado explicou que a guerra explodiu numa região de mata de difícil acesso. Motta destacou que as comunidades cresceram desordenadamente. A polícia pede que os moradores denunciem a localização de bandidos através do telefone do Disque-Denúncia (2253-1177).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia