Juíza aceita denúncia contra ortopedista

Médico vai responder por homicídio

Por thiago.antunes

Rio - A juíza Gisele Guida de Faria, da 38ª Vara Criminal do Rio, acatou denúncia do Ministério Público contra o ortopedista Fernando Cesar Lamy Monteiro da Silva, por homicídio culposo no caso do analista de sistemas Marcelo Santos Costa — com agravante pela inobservância das regras da profissão. Aos 37 anos, ele morreu após operar a coluna com o médico, como O DIA denunciou semana passada.

Nesta terça-feira surgiu a informação de mais um óbito de paciente depois de cirurgia feita por Lamy: Nair Anthes Cruz, de 82. Ela morreu em 2010, uma semana após submeter-se à operação de hérnia de disco. Com Nair, sobe para nove o número de mortos — além de outros seis que ficaram com lesões graves — após serem operadas pelo ortopedista.

Juíza aceitou denúncia contra médico Fernando Lamy (C)João Laet / Agência O Dia

A pena por homicídio culposo é de um a três anos de prisão, mais um terço pelo agravante. Lamy responderá ainda por falsidade ideológica, por ter falsificado carimbo e assinatura de médicos; falso testemunho ou falsa perícia; e concurso de pessoas.

Também foi acatada denúncia de homicídio culposo contra o estudante do quarto ano de Medicina William Colletti Hagemann, que auxiliou Lamy na cirurgia de Marcelo. “Meu cliente está à disposição da Justiça”, disse o advogado de Lamy, João Carlos Ferreira.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia