Menor que fingiu estar morto no Sumaré é apreendido com moto roubada

De acordo com o delegado titular da 21ª DP (Bonsucesso), Delmir Gouveia, o menor foi autuado por fato análogo ao crime de receptação

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - O adolescente de 15 anos que se fingiu de morto para enganar dois PMs que atiraram contra ele no Morro do Sumaré foi apreendido nesta segunda-feira com uma moto roubada. A informação é da Polícia Civil. O menor foi encaminhado para a 21ª DP (Bonsucesso). De acordo com o delegado titular da 21ª DP (Bonsucesso), Delmir Gouveia, o menor foi autuado por fato análogo ao crime de receptação. A polícia não forneceu maiores detalhes sobre o caso.

Os cabos Fábio Magalhães Ferreira, 35 anos, e Vinícius Lima Vieira, 32, são acusados de executar um adolescente e de atirar contra o jovem apreendido nesta terça. Na versão os PMs, eles estariam praticando roubos na Avenida Presidente Vargas, próximo à Rua Uruguaiana, no Centro do Rio, na manhã do dia 11 de junho. Após cerca de dez minutos de perseguição os PMs alcançaram a dupla e a colocaram na viatura, que seguiu até o Morro do Sumaré, no Rio Comprido, aonde chegaram em aproximadamente 50 minutos. Todo o procedimento foi gravado pelas câmeras existente tanto na parte externa como na interna do carro e o trajeto foi confirmado pelo GPS do veículo. 

Os PMs Vinicius Lima Vieira e Fábio Magalhães Ferreira são acusados de assassinar um menor no Morro do SumaréJosé Pedro Monteiro / Agência O Dia

A Divisão de Homicídios (DH) teve conhecimento do caso somente cinco dias depois, quando familiares de Mateus Alves dos Santos, 14 anos, procuraram a especializada para denunciar que o menino havia sido apreendido e executado por PMs. A informação foi dada a eles pelo sobrevivente. Baleado na perna e nas costas, ele se fingiu de morto e depois que a viatura foi embora desceu uma ribanceira até o Morro do Turano, de onde foi para casa, em uma comunidade localizada em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio.

Os policiais estão presos na Unidade Prisional (antigo BEP) da corporação e foram indiciados pelo homicídio triplamente qualificado de Mateus Alves dos Santos, de 14 anos. O jovem e outros dois adolescentes foram pegos no Centro, em junho, e levados para o alto do Morro do Sumaré, na Tijuca, onde Mateus foi executado.

Em trecho do vídeo feito pelas câmeras da viatura 1651 da PM, mostrado pelo programa ‘Fantástico’, da TV Globo, os dois policiais  conversam sobre a possibilidade de executar mais vítimas. Pelo diálogo dos cabos Vinicius Lima Vieira e Fábio Magalhães Ferreira dentro do carro, o assassinato de mais jovens que consideram infratores poderia ajudá-los no cumprimento das metas de redução de criminalidade do batalhão.

Nas cenas divulgadas, um dos PMs comenta: “Menos dois (menores).” O outro policial concorda e ressalta: “Se a gente fizer isso toda semana, dá pra (sic) ir diminuindo.” Em outra parte do vídeo, já na descida do Sumaré, um dos policiais conclui, acreditando que os dois menores estavam mortos, que “dá para bater meta.”



Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia