Por thiago.antunes

Rio - Com 21 municípios e quase 12 milhões de habitantes, a Região Metropolitana do Rio ganhará um novo órgão para promover a integração das políticas públicas para a as cidades, sobretudo na área de mobilidade urbana e saneamento. O governador Luiz Fernando Pezão e os prefeitos das 21 cidades assinaram nesta segunda-feira o decreto que cria a Câmara Metropolitana de Integração Governamental do Rio de Janeiro.

A estimativa do grupo é de que, nos próximos anos, 1,5 milhão de empresas irão se instalar no estado, principalmente ao longo do Arco Metropolitano, que liga Itaguaí a Duque de Caxias, e chegará a Itaboraí, em 2016. “É um novo Eldorado para o desenvolvimento. Nós temos diversas empresas se instalando ou que já se instalaram ao longo do Arco Metropolitano. Esses 21 municípios têm que cada vez se falar mais”, disse

No Terminal Paulo da Portela%2C em Madureira%2C o BRT Transcarioca possibilita a integração dos passageiros com a estação de trens da SuperViaDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

Além de mobilidade urbana e saneamento, serão objeto dos trabalhos da câmara as áreas de Segurança, Uso do Solo, Saúde e Educação. O decreto será enviado esta semana para aprovação na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) e a ideia é que o órgão comece a funcionar no início de 2015.

Também presente no encontro, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, lembrou que obras realizadas na capital levam reflexos a cidades vizinhas, principalmente Niterói e na Baixada. “Não tem como eu mudar o trânsito do Rio se cada vez mais ônibus vindos da Baixada chegam ao Centro”, disse Paes. O projeto será coordenado pelo subsecretário estadual de Urbanismo Regional e Metropolitano, Vicente Loureiro, que explicou que o grupo será composto por representantes de todas as prefeituras da região.

Transcarioca funciona 24 horas até Madureira

O primeiro dia útil da operação em tempo integral das linhas do BRT Transcarioca, do Terminal Alvorada, na Barra, até Madureira, surpreendeu muitos passageiros, que gostaram da novidade. Desde sábado, o serviço parador Madureira — Alvorada funciona 24 horas por dia e o expresso, que tem cinco paradas entre Madureira e Alvorada, de 5h às 23h. A linha Alvorada — Galeão, com parada em Vicente de Carvalho, já operava 24 horas por dia.

Raimundo economiza até duas horas com o uso do BRT até a BarraDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

Apesar de a expansão do horário das linhas até Madureira (que até a semana passada só funcionava de 9h às 16h) ter ocorrido desde sábado, a Secretaria Municipal de Transportes só confirmou a ampliação ontem, à tarde. A comerciante Renata Milet, de 29 anos, não esperava encontrar a estação aberta na tarde de ontem, mas aproveitou para economizar tempo com o BRT. “Na ida, pela manhã, gastei 18 minutos de Madureira à Taquara, mesmo utilizando o parador. Antes levava até uma hora”, contou ela, que vai aproveitar o tempo economizado para fazer compras em Madureira.

O corretor de imóveis e estudante universitário Raimundo Costa, de 34, conta que, de casa, em Vicente de Carvalho, ao trabalho, na Barra, chegava a demorar até três horas e, com o BRT, levou apenas 50 minutos. “Pela Linha Amarela, eu tinha de acordar duas horas mais cedo do que agora.” De Madureira ao Terminal da Alvorada, o serviço parador do Transcarioca tem 25 estações.

BRT já leva 70 mil por dia

Inaugurado em 2 de junho, o BRT Transcarioca transporta cerca de 70 mil passageiros por dia atualmente. Porém, a estimativa da Secretaria Municipal de Transportes é de que o corredor leve até 200 mil passageiros após a implantação completa da operação integral entre Madureira e Barra da Tijuca, que inclui substituições de linhas convencionais da região, como o 701 (Madureira — Alvorada), que será cortada ainda esta semana, por linhas alimentadoras do BRT. Segundo a secretaria, o processo ocorrerá de forma gradual. 

A expectativa é de que com a implantação total do corredor, que tem 45 estações, do Aeroporto Internacional à Barra da Tijuca, é transportar 320 mil. A próxima expansão do serviço prevê o atendimento à região da Penha.

Você pode gostar