Traficantes mandam fechar comércio na Vila Cruzeiro

Ordem seria uma represália pela morte de Maicon Andrade Matos, o Maiquinho, durante confronto com PMs da UPP Parque Proletário

Por paulo.gomes

Rio - Parte do comércio na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, na Zona Norte, está fechado na manhã desta sexta-feira. A ordem teria vindo de traficantes da região, em represália da morte de Maicon Andrade Matos, o Maiquinho, de 18 anos, durante confronto com PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Parque Proletário, nesta madrugada. O policiamento está reforçado na região.

A Secretaria Municipal de Educação afirmou que as escolas na região estão funcionando normalmente, mas que em algumas unidades, os responsáveis estão indo buscar os alunos. Já a Secretaria Estadual garante que os colégios da região estão "transcorrendo normalmente".

Segundo informações da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), policiais realizavam patrulhamento de rotina numa localidade conhecida como Periquito, quando criminosos dispararam contra os PMs. Durante a troca de tiros, o traficante Maiquinho foi atingido e morreu já no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Com o bandido foi apreendida uma pistola ponto 40 com numeração raspada. A ocorrência foi registrada na 22ª DP (Penha).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia