Polícia à espera da perícia de tragédia que matou três jovens em Jacarepaguá

Acidente que feriu outros quatro pode ter sido provocado por avanço de sinal

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - Avanço de sinal e alta velocidade são algumas das linhas de investigação da 41ª DP (Tanque) para o acidente com dois carros que matou três jovens e deixou outros quatro feridos na madrugada de sábado, no Pechincha, Jacarepaguá. No entanto, a delegada-titular da 41ª DP (Tanque), Marcia Julião, disse que apenas o laudo da perícia de local vai apontar a causa da colisão.

“A informação que temos é que um dos carros avançou o sinal. Mas só o laudo de local vai apontar a causa do acidente e a que velocidade estavam os veículos. Ainda estou aguardando a perícia”, disse.

Dezenas de familiares e amigos deram o último adeus a Rafael Sbrana%2C no Cemitério de Pechincha%2C neste domingoAngelo Antônio Duarte / Agência O Dia

Já a família de Rafael Sbrana, uma das vítimas fatais, afirmou que no local havia pega e que o motorista do Volvo, que teria provocado o acidente, estaria embriagado. Muito emocionada, Andréia Jaloto, prima de Sbrana, fez um apelo. “Quero pedir aos jovens para não usar seus carros como uma arma. Isso não é brincadeira. Não dá para fazer pega, dirigir embriagado e em alta velocidade. Nunca mais vamos ver os três por causa da imprudência alheia”, desabafou ela no enterro.

O motorista do Volvo foi identificado como João Castro, de 20 anos, indiciado por homicídio culposo (sem intenção de matar). O rapaz também ficou ferido e vai responder em liberdade.

Desabafo emocionado

Além de Rafael, morreram Filipe Marmello, de 23 anos, e Lilian Andrade, de 24. Eles estavam num Fiesta. Segundo testemunhas, o veículo capotou após bater no Volvo, que estaria em alta velocidade. O acidente aconteceu por volta das 4h30 da madrugada na Estrada dos Três Rios.

Segundo Andréia, os jovens eram amigos e voltavam de uma festa: “Rafael estava indo levar a prima dele, a Lilian, em casa. Ele não bebia e era muito responsável. Os pais estão destroçados. E agora, quem responde por isso?”.

Três jovens morreram no grave acidente em JacarepaguáDivulgação / Edésio Rocha

Rafael e Filipe foram sepultados neste domingo no Cemitério do Pechincha, e Lilian, no Jardim da Saudade, em Sulacap.

“O Rafael era só alegria. Estava superfeliz com o emprego e ia se formar no final do ano. Jovens, por favor, não queremos enterrar vocês. Isso não é o ciclo natural da vida”, disse Andréia. Testemunhas ainda serão ouvidas, entre elas os três ocupantes do Volvo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia