Polícia investiga suposto abuso em escola para deficientes auditivos

Pais de alunos denunciaram professor, que já foi identificado

Por thiago.antunes

Rio - Agentes da 15ª DP (Gávea) investigam um suposto caso de abuso sexual no Instituto Nossa Senhora de Lourdes, na Gávea, Zona Sul do Rio, após denúncia de pais de alunos da unidade. A informação foi confirmada pela asessoria da Polícia Civil. Um professor da escola, referência no ensino para deficientes auditivos, foi acusado de passar a mão nas partes íntimas de uma menina de 10 anos, que relatou o caso aos parentes na última quinta-feira.

O docente, que já foi identificado, ainda teria obrigado a vítima a masturbá-lo. Em nota, a Polícia informou que "outras informações não podem ser passadas para não prejudicar as investigações".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia