A bolsa toga

Juízes e desembargadores do Rio querem receber até R$ 7.250 mensais para bancar a educação de filhos e dependentes entre oito e 24 anos

Por thiago.antunes

Rio - Juízes e desembargadores do Rio querem receber até R$ 7.250 mensais para bancar a educação de filhos e dependentes entre oito e 24 anos. O projeto que prevê o benefício para magistrados e servidores do Tribunal de Justiça (TJ) foi aprovado pelo Órgão Especial e enviado para a Assembleia Legislativa.

A maioria dos juízes e desembargadores recebe mais de R$ 30 mil mensais brutos. Muitos têm direito a cerca de R$ 40 mil. Em maio, o menor valor pago foi de R$ 20.472, embolsado por apenas 25 juízes, 2,3% dos magistrados do TJ.

Uniformes e material

O auxílio educação inclui gastos com uniforme e material. O valor destinado aos magistrados corresponderá a 25% do maior subsídio pago pelo estado (de R$ 29 mil).

Servidores

No caso dos servidores, o auxílio será, no máximo, igual ao valor do maior vencimento básico da categoria, R$ 3 mil.

Despesa milionária

Em 2014, o auxílio custará R$ 38,773 milhões.Em 2015, o valor subirá para R$ 128,877 milhões e chegará a R$ 175,119 milhões em 2018. Magistrados e servidores também terão direito a receber, por ano, ajuda de 50% de seus salários básicos para fazer cursos de aperfeiçoamento.

Urgência

Na mensagem enviada à Alerj, a presidente do TJ, desembargadora Leila Mariano, solicita que o projeto seja votado em regime de urgência. Alguns deputados se dizem indignados com a proposta — parlamentares, porém, evitam brigar com quem manda prender e soltar.

Alerj aprova

O projeto que permite ao governo contratar sem concurso voltou à pauta e foi aprovado. Os servidores poderão ser contratados por até três anos (a proposta previa cinco anos).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia