Policiamento é reforçado na Mangueira após noite de confrontos

O soldado Tiago Rosa Coelho da Silva, de 30 anos, foi baleado e não resistiu aos ferimentos

Por leonardo.rocha

Rio - O policiamento foi reforçado no Morro da Mangueira, na Zona Norte do Rio, depois do tiroteio que deixou um PM morto e outro ferido, na noite desta sexta-feira. A Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do local recebeu apoios das UPPs de São Carlos e Borel, além do 4ºBPM (São Cristóvão). Pelo menos três viaturas, com oito agentes, estavam de guarda em frente ao local conhecido como Buraco Quente. Em outros acessos da comunidade, policiais faziam revista em moradores.

PM é morto e outro fica baleado durante troca de tiros na Mangueira

O soldado Tiago Rosa Coelho da Silva, de 30 anos, estava de colete e foi atingido nas costas, sendo socorrido e levado para o Hospital Quinta D'Or, em São Cristóvão, mas não resistiu aos ferimentos. No confronto, o companheiro dele, o soldado Ricardo Rodrigues Chaves, foi ferido na perna e levado para o Hospital Central da PM, no bairro do Estácio, e passa bem.

De acordo com a Polícia Militar, cerca de 30 pessoas iniciaram um protesto na Av. Visconde de Niterói, por volta das 6h, próximo à quadra da escola de samba da comunidade, mas foram dispersos por policiais.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia