Buraco aparece próximo às obras da Linha 4 do metrô em Ipanema

Equipamento começou a ser usado novamente nesta madrugada; pouco tempo depois, uma cratera se abriu na Rua Barão da Torre

Por paloma.savedra

Rio - Poucas horas depois da volta do funcionamento do tatuzão - equipamento responsável pelas escavações das obras da Linha 4 do metrô, em Ipanema -, uma cratera foi aberta na Rua Barão da Torre, no bairro da Zona Sul da cidade, no fim da manhã desta segunda-feira.

O consórcio responsável pelas obras do metrô afirma que o buraco na calçada está relacionado a uma tubulação de esgoto da Cedae. Procurada, a assessoria da companhia de abastecimento disse ser um vazamento em ramal predial causado por obstrução do prédio em frente. O problema, segundo a Cedae, já foi solucionado e o buraco já teria sido tampado. O vazamento ocorreu próximo ao número 82 e o buraco tinha cerca de 0,5 m de diâmetro.

O local da ocorrência está fora da área de influência da escavação do túnel do metrô em Ipanema com o ‘Tatuzão’. Os trabalhos seguem em condições normais, conforme planejado.

Buraco aparece próximo à Praça Nossa Senhora da Paz%2C em Ipanema%2C onde será construída nova estação do metrôBruno Lima / Agência O Dia

O uso do equipamento havia sido suspenso em maio deste ano, depois que o solo na região cedeu na mesma rua por conta das intervenções. Na época, os buracos apareceram entre os números 132 e 138. A 14ª DP (Leblon) chegou ainda a instaurar um inquérito para investigar se o problema foi provocado pelas obras. Desta vez, a cratera apareceu perto do número 98 da rua. Os operários que trabalham na Linha 4 do metrô chegaram a isolar a área. 

Mais cedo, durante a implosão da rocha que separava São Conrado e Gávea, nas obras da Linha 4, o governador Luiz Fernando Pezão havia confirmado que o equipamento voltou a ser usado nesta madrugada. Ele garantiu ainda que seria utilizado em 'ritmo lento", atendendo às normas de segurança. 

Linha 4 do metrô: Pezão participa de implosão entre São Conrado e Gávea


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia