Por marcello.victor

Rio - Já está preso no Rio, no Presídio Ary Franco, no bairro de Água Santa, na Zona Norte, o traficante Hualtter Kim Taborda Sodré, o Quase, de 22 anos, preso no domingo em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Ele é acusado de participar da tortura de Rayssa Christine Machado de Carvalho Sarpi, 18, no Marro Faz Quem Quer, em Rocha Miranda, em setembro. Uma semana depois ela acabou morrendo em decorrência dos ferimentos.

De acordo com nota da PF, a equipe de policiais federais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) chegou ao Rio na madrugada desta terça-feira, em voo comercial vindo de Campo Grande (MS) com o detido. Hualtter vai responder preso a processo por tráfico de drogas e pelo possível envolvimento na tortura de Rayssa.

O traficante foi localizado por meio de investigações realizadas pela DRE da PF no Rio de Janeiro e repassadas à representação da instituição na Bolívia que acionou a Polícia Nacional Boliviana.

Bandidos filmaram a jovem sendo torturada

A jovem Rayssa foi filmada enquanto era torturada por traficantes da Morro Faz Quem Quer, em Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio, na madrugada do dia 20 de setembro. Ela morreu no dia 30 de setembro, e, segundo o laudo preliminar do Instituto Médico Legal (IML), a causa teria sido uma pneumonia.

O caso foi registrado e está sendo investigado pela 40ª DP (Honório Gurgel), que já havia identificado quatro suspeitos de torturarem a vítima. Ainda de acordo com as investigações, uma das hipóteses é a de que ela tenha sido agredida por ter se envolvido amorosamente com um PM.

Um dos quatro criminosos envolvidos na tortura é apontado como gerente do tráfico na comunidade.

Você pode gostar