Por thiago.antunes
Publicado 13/12/2014 01:04 | Atualizado 13/12/2014 14:29

Rio - Tem gente no PMDB preocupada com a concentração de poderes nas mãos de Jorge Picciani. Deputado estadual eleito, ele é presidente regional do partido e, em fevereiro, não deverá ter adversário para voltar ao comando da Assembleia Legislativa (Alerj).

Um de seus filhos, Rafael, deputado estadual, assumiu a Secretaria Municipal de Transportes; outro, Leonardo, quer ser o líder do PMDB na Câmara dos Deputados. Jorge, dizem aliados, vai indicar Domingos Brazão para o Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Lobby de Melo

Por conta do favoritismo de Picciani, Paulo Melo desistiu da reeleição para a presidência da Alerj. Agora, tenta viabilizar sua ida para o TCE e impedir a escolha de Brazão. Melo já conversou sobre o assunto com Pezão e Cabral.

Os que voltam

Christino Áureo (PSD) voltará para a Secretaria Estadual de Agricultura; Filipe Pereira (PSC) reassumirá a Secretaria de Prevenção à Dependência Química.

Obras em Niterói

Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves conseguiu no CAF (banco de desenvolvimento da América Latina) financiamento de R$ 250 milhões para obras na Região Oceânica. A grana é para drenar e asfaltar todas as ruas e criar um centro de sustentabilidade.

Hermanos

Camelôs equatorianos estenderam mercadorias ontem em oito pontos da Rua Voluntários da Pátria, em Botafogo. Eles dizem morar em Copacabana.

Trégua natalina

Terça, uma partida de futebol promovida pelos consulados alemão e britânico no Morro dos Prazeres celebrará um fato histórico: há cem anos, no Natal, soldados dos dois países interromperam a guerra e disputaram uma pelada.

Você pode gostar