Rocha Miranda e Vicente de Carvalho voltam a sofrer com intensos tiroteios

Moradores se manifestaram pelo WhatsApp do DIA com relatos de medo, indignação e cobranças aos policiais militares

Por marcello.victor

Rio - O fim de noite de terça-feira e a madrugada desta quinta-feira foram mais uma vez períodos de medo e sono perdido para moradores dos bairros de Vicente de Carvalho e Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio. O motivo: mais uma sequência de intensos tiroteios nos morros do Juramento e do Jorge Turco, respectivamente. Revoltados, muitos usuários do WhatsApp do DIA (98762-8248) aproveitaram para mostrar indignação com a situação e cobrar uma atuação da PM.

"Mais uma madrugada de tiroteio começou. No Jorge Turco. Pelo terceiro dia consecutivo. Cadê a polícia?", cobrava um usuário do aplicativo às 23h45. "Guerra no Jorge Turco. E o 9º BPM diz que desconhece. Isso tem que acabar", dizia outro à 0h15. "Boa Noite. Intenso tiroteio no Jorge Turco há mais de uma hora!!! Escuta-se até granada! Muito medo", era relatado à 0h30.

Durante três horas, foram enviados pelo menos 30 relatos e áudios de moradores das duas região para o WhatsApp do DIA descrevendo a intensidade dos confrontos e medo de quem vive nos dois bairros e adjacências. De acordo com as mensagens, o confronto no Jorge Turco teria começado por volta das 23h. Até 0h45 mensagens eram enviadas descrevendo a situação no morro.

"Tiroteio no Jorge Turco. Começou tem 20 minutos", descreveu um seguidor às 23h30. "Rocha Miranda em confronto. Tiroteio e variedade de sons diferentes. Ontem e hoje começou por volta de 23h", confirmava outro.

No Morro do Juramento, os relatos ao DIA começaram mais tarde, de forma irônica, à 1h19: "As férias acabaram no Juramento. A bala está comendo!!!". Dois minutos depois, um outro usuário do aplicativo de mensagens instantâneas para smartphones confirmava: "Alô O Dia. Começou um tiroteio intenso no Morro do Juramento há alguns minutos. Várias rajadas de tiros"

Os moradores de Vicente de Carvalho e de bairros vizinhos também usaram o WhatsApp para questionar a situação da segurança pública e a polícia. "A essa hora da madrugada o tiro tá comendo no Juramento. Não tem dia nem hora mais. Se a polícia está ocupando o morro, o porque do tiroteio? Se os traficantes vem pela mata. Tenho pena de quem mora lá. Pois bandido não está nem aí".

Com medo, uma moradora da região relatava estar acuada dentro da própria casa, à 1h50. "Muito tiro no Juramento. Acordei com barulhos de vidro quebrado. Não sei se foi a minha janela ou do vizinho. Estou abrigada. Na parte de baixo da minha casa. Estou muito nervosa, por favor, nos ajude", suplicava na mensagem.

O 9º BPM (Rocha Miranda) confirmou tiros no interior do Morro do Jorge Turco. O batalhão informou ainda que o policiamento estava reforçado no entorno da comunidade. Já o 41º BPM (Irajá), responsável pelo policiamento na área do Juramento, não confirmou confrontos ou disparos de armas de fogo no morro durante a madrugada.

Desde o início do ano os morros do Jorge Turco e do Juramento tem sido alvos de disputas de traficantes de drogas de facções rivais. Até às 5h30, não havia relatos de feridos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia