Por felipe.martins

Rio - Dois suspeitos de tráfico de drogas foram mortos e outros dois acabaram presos, nesta quarta-feira, durante operação da Polícia Civil na Cidade de Deus, em Jacarepaguá — em que agentes também apreenderam drogas e armas. Por causa do confronto no início da manhã, cerca de sete mil alunos da rede municipal ficaram sem aula.

Moradores da comunidade acordaram com o barulho de fogos de artifício, acionados pelos bandidos para avisar sobre a chegada da polícia. Um helicóptero sobrevoou a região em busca dos criminosos, enquanto um blindado e várias viaturas entravam pelas ruas da favela. Na ação, agentes da 32ª DP (Taquara) tiveram apoio de delegacias distritais e especializadas, da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e de policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) local.

Logo cedo, houve confronto entre policiais e traficantes na localidade conhecida como Caratê, onde os dois homens que seriam bandidos foram baleados. Levados ao Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, eles não resistiram.

Outros suspeitos fugiram para a mata, perto da localidade Rocinha 2, onde dois suspeitos acabaram presos. No local, agentes encontraram duas pistolas, quantidade droga não divulgada e uma moto roubada. Em redes sociais na internet, moradores e pessoas que passavam pela região alertavam para os riscos por causa do intenso tiroteio. “Cuidado, galera. O caveirão do céu voltou como era antigamente”, comentou um internauta, em uma referência ao helicóptero da Polícia Civil.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, cerca de sete mil alunos ficaram sem aulas. A 7ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) informou que 14 escolas fecharam as portas. Ainda segundo a secretaria, o conteúdo perdido neste dia irá ser reposto ao longo do período escolar.

Você pode gostar