Manifestantes incendeiam ônibus em protesto em São Cristóvão

Morte de morador da Comunidade Barreira do Vasco teria motivado a ação do grupo de cerca de 50 pessoas

Por nicolas.satriano

Rio - A morte de um morador na Comunidade da Barreira do Vasco, em São Cristóvão, teria sido o estopim de um protesto em que um ônibus da linha 472 (Leme-Triagem), da empresa Braso Lisboa, foi incendiado na noite deste sábado. A Divisão de Homicídios informou que houve um assassinato na localidade e que o caso está sob investigação, mas não divulgou o nome da vítima, nem as circunstâncias do crime.

Por volta das 20h, cerca de 50 pessoas, algumas com o rosto coberto, jogaram garrafas PET com gasolina no coletivo na Rua Ricardo Machado, entrada principal da Barreira, e o incendiaram. Ninguém se feriu, segundo informaram bombeiros do quartel de Benfica, que controlaram as chamas. O ônibus foi rebocado por volta das 23h, de acordo com informações do 4º BPM (São Cristóvão), que ressaltou ainda não haver registro de tiroteios ou operações policiais no local.

Morte de morador da Comunidade Barreira do Vasco teria sido o motivo para o início da manifestaçãoWhatsApp O DIA (98762-8248)


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia