Por felipe.martins

Rio - A proposta de reestruturação de acesso aos quadros da Polícia Militar prevê que, em cerca de 15 anos, todos os integrantes da corporação tenham curso superior. O Comando da PM quer que o projeto, que será enviado nos próximos meses para a Assembleia Legislativa, seja implantado em 2016.

Como ocorre hoje, será exigido apenas o Ensino Médio dos futuros praças (soldados, cabos, sargentos e subtenentes). Eles, porém, serão estimulados a fazer o curso de Tecnólogo de Segurança Pública, de nível superior.

Facilidade

A alteração facilitará a ascensão de praças ao quadro de oficiais.

Só com faculdade

Como o Informe antecipou em fevereiro, haverá mudança também no acesso ao oficialato da PM. Os futuros candidatos terão que apresentar diploma de qualquer curso superior para poder disputar vaga na escola de Formação de Oficiais.

‘Barbárie’

Por falar na PM. Esta semana, em reunião no Viva Rio, o coronel Íbis Pereira, chefe do Gabinete do Comando-Geral, foi duro ao falar da violência no país, que gera 50 mil mortos por ano: “As polícias fazem a gestão da barbárie”.

Dá pra passar

Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) diz que a volta da cobrança do PIS e do Cofins de 80 mil empresas não deverá atrapalhar a tramitação das medidas de ajuste fiscal no Congresso. Afirma que, por conta do déficit registrado pelo governo, a medida já era esperada.

Aleluia!

O setor hoteleiro foi abençoado nesta Semana Santa. A ocupação dos albergues chegou a 88%; a dos hotéis atingiu quase 80% no Leblon e Ipanema e 76% em Copacabana.


Você pode gostar