Estado quer estradas e vai tentar repassar concessão à iniciativa privada

Ideia de Pezão é conseguir investimentos assumir rodovias federais e viabilizar obras de preservação através de empresas

Por nicolas.satriano

Rio - O governador Luiz Fernando Pezão vai pedir ao governo federal, nesta terça-feira, para assumir a concessão das rodovias BR 101 (Rio-Santos), BR 456 (antiga Rio-São Paulo) e do Arco Metropolitano.

A informação é do secretário estadual de Transportes,Carlos Osorio, que explicou que a ideia é repassar a concessão das três estradas à iniciativa privada para viabilizar investimentos em obras e conservação.

Na rodovia BR 101, a principal demanda é a duplicação do trecho na altura de Mangaratiba. Na antiga Rio-São Paulo, a meta é criar novo acesso da Dutra na chegada ao Rio, em Seropédica. Já no Arco Metropolitano, o objetivo é implantar a duplicação no trecho de Magé a Manilha. As propostas foram apresentadas ontem por Osorio no Fórum Empresarial de Mobilidade Urbana.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia