Polícia prende suspeitos durante operação na Mangueira

Segundo a delegada Márcia Julião, eles integram uma quadrilha que assaltou duas lojas na Zona Oeste em março

Por paulo.gomes

Rio - Quatro pessoas foram presas durante uma operação da 41ªDP (Tanque), com apoio de outras delegacias do Departamento Geral de Polícia da Capital (DGPC), da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e de policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), no Morro da Mangueira, na Zona Norte, na manhã desta terça-feira. A ação visa cumprir 10 mandados de prisão e 22 de busca e apreensão. De acordo com a delegada Márcia Julião, eles são integrantes de uma quadrilha, que em março, assaltou duas lojas dentro de shoppings, em Jacarepaguá, na Zona Oeste. Outras quatro pessoas ainda são procuradas pela polícia.

Com os homens presos%2C foram encontrados drogas e uma pistola Reprodução

Os presos foram identificados como Rafael Santos da Silva, conhecido como Rafinha, 18 anos, Wallace Roberto Barreto Tavares, o Lingote, 35 anos, Geraldo Francisco de Sousa Júnior, o 29 polegadas, 32 anos, e Carlos Henrique Ferreira da Silva, o VK. Com eles foram apreendidas uma pistola glock 9mm, 65 trouxinhas de maconha, além de um caderno com anotações do tráfico de drogas. De acordo com a investigação, o roubo a uma loja de telefones, no Center Shopping, no Tanque, no dia 17 de março, foi realizado pela quadrilha.

Na ocasião, quatro ladrões invadiram uma loja da Claro. A Polícia Militar foi acionada e houve cerco na área. Os bandidos, entretanto, conseguiram escapar. Segundo testemunhas, os criminosos chegaram em duas motocicletas, entraram na loja, renderam empregados e clientes. Com armas em punho, roubaram aparelhos e o que puderam levar das vítimas.

Dez dias depois, a mesma quadrilha voltou a agir na região. Dessa vez, o grupo assaltou uma joalheria no Rio Shopping, na Freguesia, e chegou a haver troca de tiros com um policial a paisana que reagiu, ao ver dois bandidos tentando roubar uma moto. A 41ªDP realizou perícia no local e usou imagens do circuito interno da loja para identificar os criminosos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia