Corregedorias tiram do serviço público 125 maus policiais

Casos ocorreram em sete meses de 2015

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - Presos na noite de quarta-feira sob suspeita de extorquir um traficante, os policiais civis e militares flagrados na 9ª DP (Catete) não são pontos isolados fora da curva. Em 2015, em aproximadamente sete meses, ao menos 125 servidores de ambas as corporações foram expulsos em procedimentos das corregedorias da Polícia Militar e da Geral da Unificada (CGU).

Pela CGU, o número de casos de exclusões de agentes da Civil, até junho de 2015, ultrapassa o montante do ano passado: 17 contra 15. Enquanto isso, os corregedores do mesmo órgão determinaram a saída de dois PMs este ano, contra 9 em 2014.

Policiais chegam na DP para registrar flagrante contra traficanteReprodução

Pelos dados da Corregedoria da PM, os números sobem: se em todo o ano passado foram expulsos 137 policiais, até julho deste ano já foram 108. Os casos de punições administrativas também chamam a atenção. Foram 501 em 2014 contra 229 em 2015.

Na noite de terça-feira, quatro policiais, sendo dois civis e dois militares, foram presos em flagrante quando tentavam extorquir dinheiro do traficante André Damião de Andrade, conhecido como Velho ou Coroa, também detido por associação para o tráfico de drogas.

Os PMs Fábio Bernardo dos Santos Reis e Aleksander Viana Machado, além dos policiais civis Olavo Cerqueira Escovedo e Robson Pierre Abreu de Souza foram autuados pelo crime de concussão — ato de exigir dinheiro e obter vantagem indevida em razão da função. Em depoimento, o criminoso contou que foi pego pelo grupo na Vila Kennedy, mesmo após ter pago uma quantia de R$ 70 mil.



Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia