Pezão é a favor de volta da CPMF

Governador do Rio, reunido com outros cinco governadores, quer que recursos arrecadados não fiquem só com a União

Por nicolas.satriano

Rio - O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, se disse favorável à volta da CPMF (Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira). Segundo afirmou, ele e outros governadores estão "irmanados" em defesa do imposto e ainda pedem "ampliação para 0,38%”. 

Pezão justificou explicando que a proposta dos representantes dos estados é pelo compartilhamento da contribuição para ser investida nas áreas de seguridade social e saúde. “São os dois grandes gargalos nos estados e municípios, porque retiraram a CPMF e não colocaram nada no lugar”, defendeu. 

Na conversa sobre o pacote econômico com outros deputados governistas, Pezão disse que a contribuição só foi derrubada há oito anos porque destinava os recursos exclusivamente para a União. Para ele, “nunca é tarde” para o retorno da CPMF. Pezão disse acreditar que há apoio mesmo entre os governadores de oposição.

O governador esteve reunido outros parlamentares da base aliada, governadores de cinco estados (BA, RJ, PI, AL, CE e representantes de SE e RS), na Câmara dos Deputados. A contrapartida exigida por eles recai sobre a garantia de que a arrecadação não fique apenas com a União e que o percentual cobrado seja superior aos 0,2% sinalizados.

Todos também se posicionaram a favor da recriação da CPMF, como foi proposta pelo governo federal há dois dias. 

Com informações da Agência Brasil

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia